18 de janeiro de 2016

Tensões e estruturas

A fim de sustentar a carga necessária, as edificações dependem de uma calculada correspondência ou proporção entre suas partes componentes. É a sua estrutura, que distribui e equilibra as tensões, gerando estabilidade. Não é diferente com a alma humana. Um senso das proporções, ou de medida, lhe é fundamental. Quando não se ocupa com a contínua formação deste sentido interior de justiça - ou melhor: de justeza, de correção, de conformidade -, a alma se desequilibra, 'perde a mão' e o lugar. Pegando muito leve aqui, pesado demais ali, faz sua vida oscilar tanto que, se alguém não intervém com decisão, termina por desestruturar-se inteira, desmoronando sobre as relações que precisaria sustentar. Há mesmo pessoas que, já escombros, enchem de entulho a vida dos outros. Mas nada percebem: é que ainda aí lhes falta o senso... É a tal gente 'sem noção', em grau superlativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário