25 de fevereiro de 2016

Verdadeiros terapeutas

Os verdadeiros terapeutas não são aqueles que se dedicam ao ofício nobre de conduzir pessoas à assunção de uma consciência o mais ampla e responsável possível, mas são aqueles outros que, desde tempos melhores que os nossos, são chamados de Exemplos

Não me refiro às pseudo-personalidades construídas em programas de televisão e que nos são impingidas como 'modelos de superação'. Isso é bobagem (pode ser real para quem vive, mas desperta falsidades em quem vê). O verdadeiros exemplos não se mostram para as massas... Não podem ser editados ou embalados para consumo. Eles não se vendem; passam longe da propaganda. Gostam mesmo é do anonimato.

Ser um Exemplo é algo tão significativo que a personalidade que o encarna quase nunca tem, deste seu valor, muita consciência. Ela chega a entrever a própria virtude, claro, mas não a ponto de estar dela convencida. Dificilmente falará como porta-voz de seus próprios atributos, deixando o que há nela de exemplar como que em estado de quietude e silêncio, a fim de ser descoberto por olhares e ouvidos atentos, sedentos de orientação. Nada há de mais terapêutico na vida do que encontrar os exemplos certos, manter com eles algum tipo de convívio e deixar que o tempo faça o seu trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário